terça-feira, maio 23, 2006

Força


Que vale a vida afinal
quando chegamos a este ponto?
Deixou de ser romance:
é crônica banal
ou conto.

Vale a pena seguir ?
Sem aquele entusiasmo
aquelas ânsias,
sem aquela força de querer,
só para continuar, e se repetir...
( mais pelo hábito da vida
que pela alegria de viver ?)

Vale a pena continuar ?
Ou é melhor fugir ( fugir ou parar
que são formas diferentes de morrer...)

Já de nada me espanto,
talvez seja tudo paradoxal
mas começo a desconfiar que está chegando
esse momento extraordinário,
em que devo me recolher para ouvir o canto
de meu coração solitário...

( Poema de JG de Araujo Jorge extraído do livro
"Os Mais Belos Poemas Que O Amor Inspirou"
Vol. IV - 1a edição 1965 )

5 comentários:

Secreta disse...

Belo poema ...
Na minha opinião vale sempre a pena continuar, até que as forças nos falhem.
Beijito :)

Anónimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

Anónimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

Anónimo disse...

I like it! Good job. Go on.
»

Anónimo disse...

Great site lots of usefull infomation here.
»