segunda-feira, julho 20, 2009

PARA TI .......... (5)



A língua lambe


A língua lambe as pétalas vermelhas
da rosa pluriaberta;
a língua lavra
certo oculto botão,
e vai tecendo
lépidas variações de leves ritmos.
E lambe,
lambilonga,
lambilenta,
a licorina gruta cabeluda,
e,
quanto mais lambente,
mais ativa,
atinge o céu do céu,
entre gemidos,
entre gritos,
balidos e rugidos
de leões na floresta,
enfurecidos.

Autor: Carlos Drummond de Andrade

8 comentários:

sonho disse...

Atinge o céu do céu,...e leva ao ceu;)
beijo de um anjo

O mar me encanta completamente... disse...

Sensualidade em cada sílaba.
Voce emociona sempre, querido poeta.
Sua poesia prende e satisfaz.
Aplausos sinceros.

Beijinho

Glória

Eu sei que vou te amar disse...

Carlos Drummond de Andrade, bela escolha que enaltece o desejo, a pura vontade de caminhar na estrada misteriosa de uma Mulher!
Um beijo doce
Obrigada pela visita

Lais disse...

N]ão sabia que o Drummond er chegado em poema calhentes...mas é muito belo.

Carla disse...

a sensualidade das palavras que só Drummond de Andrade sabe oferecer
beijo

Marta disse...

Uma boa escolha..
Também gosto de Drummond...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

♥ ♥ Rabiscando disse...

Com certeza, uma ótima escolha, muito sensual.

beijos!

Princesa disse...

“A amizade é um bem ao alcance de todos. Saiba investir nas pessoas à sua volta. Os amigos valem mais do que verdadeiras preciosidades.”


Um enorme...


0000000__________000______000000
00000000_________000_____000__000
000___00_________000____000____000
000___00_________000____000____000
0000000__________000____000____000
0000000____000___000____000____000
000___00___000___000____000____000
000___00___000___000____000____000
00000000____0000000______000__000___000___000___000
0000000______00000________000000____000___000___000
Bom fim de semana...